7 mitos e 2 verdades sobre as Hemorróidas

Apesar de super comuns, as hemorróidas ainda são um tabu para muitas pessoas e há muitos mitos sobre esse problema.

Sangramento anal é sempre causado por hemorróidas

Mito

Embora uma das principais características da doença hemorroidária seja sangramento anal (geralmente indolor), existem várias causas para este sintoma - desde doenças da região anal (fissuras, fístulas) até causas graves como câncer de cólon, reto e ânus. Sangramento anal não é normal e deve ser avaliado por um especialista.

Hemorróidas causam câncer

Mito

Gente, hemorróida é hemorróida e pronto. Ela nunca se transforma em câncer. O que pode acontecer é que os sintomas das duas doenças podem ser os mesmos (e, inclusive, as duas podem acontecer ao mesmo tempo). Por isso é importante realizar uma avaliação, para não perder tempo culpando as "hemorróidas" pelo sintoma que na verdade pode ser causado por uma doença mais grave.

Pimenta causa hemorróida

Mito

Os condimentos não causam doença hemorroidária. Apesar de estudos terem mostrado não haver piora do sintoma com o uso de pimenta, esse tipo de alimento pode ser irritativo para tecidos inflamados, o que poderia piorar as queixas durante as crises. Particularmente eu sempre procuro avaliar com o paciente se ele acha que seus sintomas pioram com o uso de pimenta e derivados. Se a resposta for não então o uso está liberado.

Constipação (prisão de ventre causa hemorróida)

Verdade

A constipação está entre um dos principais fatores de risco para desenvolvimento de doença hemorroidária.

Hemorróida só acontece em idosos

Mito

Com o envelhecimento ocorre o enfraquecimento do tecido de sustentação dos mamilos hemorroidários, predispondo ao início dos sintomas. A idade mais comum da doença hemorroidária é dos 45 aos 65 anos, mas ela pode acontecer em qualquer idade.

Quem tem hemorróidas não deve fazer exercício físico

Mito

Exercícios melhoram o funcionamento intestinal e devem ser sempre realizados. Lógico que exercícios extremos que aumentam muito a pressão intra-abdominal como com o halterofilismo - levantamento de pesos (e aqui estamos falando de muito peso, não aquilo que eu e você fazemos 3x por semana) podem piorar os sintomas. Durante as crises os exercícios mais intensos devem ser evitados.

Gestação causa hemorróidas

Verdade

Durante a gestação ocorre aumento da pressão intra-abdominal e diminuição do retorno venoso, favorecendo o início ou a piora dos sintomas da doença hemorroidária. É mais comum que isto ocorra em pacientes previamente constipadas. Geralmente os sintomas melhoram após o parto.

Sexo anal causa hemorróidas

Mito

Sexo anal pode causar pequenas fissuras e microtraumas, mas não causa hemorróidas. O que pode acontecer é a piora dos sintomas durante uma crise (e por isso deve ser evitado temporariamente).

Hemorróida não tem cura

Mito

Existem vários tipos de tratamento para doença hemorroidária (falaremos deles em outro momento). Devemos lembrar que todos os tipos de tratamento tem uma taxa de recidiva (retorno dos sintomas), que é variável. Doença hemorroidária tem cura! Converse com seu coloproctologista 😉

Consulte Comigo

Saiba MaisLigue gora

Veja Outros Posts

Coceira Anal?

O prurido (coceira) anal é uma queixa muito comum no consultório. Estima-se que atinja até 5% da população mas um número muito menor procura ajuda médica, em parte por constrangimento. Ele é mais comum à noite e em homens.

Saiba Mais

Divertículos, deverticulite....

Os divertículos de cólon são herniações da mucosa e submucosa do intestino: olhando por dentro (como nesta imagem de colonoscopia) vemos depressões enquanto por fora são vistas saculações.

Saiba Mais

Pli... o quê?

Plicomas anais são saliências de pele ao redor do ânus, que podem acompanhar doenças orifíciais como hemorróidas, fístulas e fissuras anais mas também podem ser encontradas isoladamente. Eles podem ser únicos ou múltiplos e seu tamanho é variável.

Saiba Mais

Consultório Moinhos

Rua Mostardeiro 05, sala 1009
Telefone 3211-2117  
WhatsApp/celular 98927-3324

Consultório Mãe de deus

Instituto de Cirurgia: Rua José de Alencar 286, subsolo
Fone 3230-6000 ou 3230-6991